[FP] Illyria Demetria Frietzen

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Adhara Melriam Amethyst em Qui Jan 10, 2013 10:19 pm

---Illyria---Demetria----Frietzen


{Por trás do Personagem... }
    O seu criador!

Nome do Jogador: Lynda K.
Idade: 15 anos
Há quanto tempo joga em RPGs? Em quais joga/jogou? A mais de um ano, e já perdi a conta.
Como ficou sabendo do Age Of War: Meus amigos me mostraram, eu aceitei.
Frequência na qual entra: Todo dia, basicamente.
Outros personagens: Alisa Nyx N. Stark
Forma de contato: Sinal de fumaça para Kit Kat
---------------------------------------

{O Personagem}
    A estrela principal

Nome Completo: Illyria Demetria Frietzen
Apelido: Illy para os muito proximos
Grupo: Nobres e Magos
Família: Clã Frietzen.
Reino: Reino de Kallin
Arma: Um par de sais, laminas de três pontas do tamanho de facas de caça, feitos de prata com o punho envolto em couro, flocos de gelo gravados na extenção das laminas.

---------------------------------------

{Família}
    Sem ela não existimos.

Nome de Familiares:
Eike Sullivan Frietzen (Pai)
Helen Katherine Frietzen (Mãe)
Jonnathan Lockwood Frietzen (Irmão gêmeo)
Scott Edmund Frietzen (Irmão mais novo)
Dustin Frietzen (Irmão gêmeo de Aira)
Aira Doreah Frietzen (Irmã mais nova, gêmea do Dustin)
Angelinne (ama e praticamente uma mãe)

Status Social: Classe social alta, uma das crianças filhas do mestre da moeda de Kallin

---------------------------------------

{Personalidade}
    Bom, ruim?

Personalidade: Em poucas palavras arrogante, orgulhosa, rebelde, relativamente obediente, mas por trás da mascara fria é atenciosa, sensitiva, habilidosa com as pessoas, apaixonada pela vida, tanto sua quanto de outros seres vivos, têm uma ligeira queda por animais, e poderia sem duvida alguma saltar em cima de um atacante se precisasse proteger ou ajudar alguém, inteligente, raciocínio rápido e esperta é perigosa de certa forma.
Sempre tentando chamar a atenção faz as coisas mais loucas, e irracionais que consegue, mas no fim sempre consegue se dar bem.

Qualidades: Inteligência, flexibilidade, velocidade, habilidade, esperteza, estrategista. Por muitas vezes confunde a teimosia com perceverança e vice-versa tendo ambas as palavras quase o mesmo sentido. Aprimora sua magia a uma velocidade absurda, com uma grande capacidade de absorver informações, memória fotográfica.
Defeitos: Sarcástica, irônica, fria, rebelde, e no fundo desobediente, não leva desaforo para casa, briguenta, debochada e respondona.
Desejos: Manter a familia unida, fazer com que meus irmãos fiquem longe de confusões/perigos, conhecer alguém por quem eu me apaixone (improvavel de qualquer maneira).
Medos: Medos são sustos que não passaram não me adianta dizer que não os tenho, mas sim os assumir e supera-los.Ver sua irmã ser obrigada a casar com alguém que não gosta, que de repente seus irmãos não estejam mais consigo ou que os perca, e ainda mais de não poder proteger quem ama.
---------------------------------------

{Localização}
    Onde você está?

Onde nasceu: Cidade de Golbaith
Onde mora atualmente: Cidade de Golbaith
Idade: 19
Data de nascimento: 02/02/1339
---------------------------------------

{Seu corpo}
    Tente ser sincero...

Cabelos: Escuros quase negros, liso cacheado dependendo muito e descem até a proximidade da cintura, abaixo do meio das costas.
Olhos: Azuis intensos, grandes e não muito expressivos, quase sempre combertos por uma placa de "gelo".
Porte físico/ peso/ altura: Porte alongado, como uma devida dama, magra e relativamente alta, e bastante leve, agilidade é seu ponto forte, sua postura arrogante tal qual Aira a faz parecer intimidante.
Marcas de nascença e/ou outros:Uma pequena marca de nascença parecida com uma lua crescente.
Photoplayer: Alexandra Daddario
---------------------------------------

{História}
    Seu passado nos pertence...


Em mais um dos dias tediosos em que sua mãe e sua ama tentavam obrigar Illyria e Aira a assitirem aulas de etiqueta a mais velha escapuliu assim que as duas mulheres mais velhas viraram as costas, arrastando uma risonha Aira consigo.
- Illy você tem ideia do que vai acontecer conosco se nosso Senhor descobrir nossa pequena aventura? - Aira riu levemente se deixando ser arrastada.
- Você ainda pergunta? Ele está trabalhando Airy, você sabe que ele não vai nem notar, agora venha comigo, vamos caçar - Peguei rapidamente o arco e a aljava de Aira e meu par de sais, e pus um vestido menos... armado e mais confortavel, de cavalgada, tendo Aira já feito isso.
Corremos até os estabulos, nos escondendo dos garotos que lutavam com espadas na pequena arena improvisada, um instrutor com uma longa vara de bambu batia em suas cabeças quando eles erravam e ambas as garotas tiveram de forçar as mãos no rosto para evitar que as risadinhas agudas fossem ouvidas, Illyria tinha acabado de completar 16 anos e não estava afim de chamar atenção, caso não fosse do pai.
Correram até perto de uma clareira onde os encantos de proteção eram mais fortes e Illy fez sinal para que as armas fossem postas a vista e fechou os olhos - ouvindo - e cantarolou uma melodia suave e leve que com o tempo foi aglomerando pequenos animais, e enfim seus alvos roedores de pele vermelha que corriam pelo alto dos galhos e um unico ponto neles era acertavel para que a carne não fosse prejudicada. Assim que Illy parou de cantar ela pode ouvir o som - um zunido baixo e rapido, como se o ar fosse cortado ao meio - e depois dois baques suaves, abriu os olhos para ver uma flecha e um sai em riste em dois esquilos vermelhos olhou brilhantemente para Aira e correu até os roedores, os cavalos olhavam sem interesse a pratica das meninas, alvos perfeitos.
As duas pegaram a caça pondo os dois animais em um saco e então o som de galhos sendo esmagados por pés rápidos e fortes fez-se ouvir, as duas congelaram virando lentamente, encostadas em uma árvore de troncos grossos.
- Papai - As duas murmuraram fragilmente olhando para a face enraivecida do homem alto a sua frente, meio sengundo depois dois altos clacks foram ouvidos, dois tapas certeiros.

__________________________________________________________________________
Illy acordou suada e nervosa o corpo em riste na cama macia, pronto para um ataque, até que percebeu que a cena não passara de um sonho, uma lembrança confusa e ruim.

---------------------------------------

{Teste de ação}
    Testando suas habilidades...

Minhas mãos giravam o par de armas habilmente enquanto meu cérebro se concentrava em não fritar com a espera e o cheiro putrico de sangue seco, e carne aodrecida, o porão definitivamente não era um lugar em que gostaria de permanecer por muito tempo, mas estavamos ali a mais de 20 minutos esperando a criatura que costumamos chamar de irmão, Scott e Dustin também não pareciam muito felizes, mas de longe a mais mal humorada era Aira, que guardava algum receio do meu "querido" gêmeo.

"Incrivel como Jon faz a coisa mais importante dos ultimos dias virar um martirio"

Então a porta estalou aberta por um folgado e preguiçoso Jonnathan.

- Estou aqui, vamos começar.

No chão o círculo desenhado permanecia misteriosamente intacto, era um círculo antigo, feito por nossa mãe quando se casou com nosso pai. Uma maga poderosa, mas agora a função dos rituais fora delegada e cabia aos filhos.Toda lua minguante nos escontravamos aqui, uma forma de repor nossa magia com a energia da lua. Eu já estava posicionada e só então percebi um pequeno detalhe.

- COMO ASSIM VOCÊ NÃO TROUXE O SACRIFÍCIO?

Aira gritou raivosamente olhando para Jon como se ele fosse uma erva daninha, obvio que ele esqueceu, mas o sacrificio cabe e sempre caberá ao filho mais velho dos 5. Então uma garota, ex-donzela obviamente, vestida em trages nem tão corretos assim veio e se atirou em cima do loiro, que olhou como se tivesse tido uma brilhante ideia.

- Aira, onde está a faca?

Aira se assustou, uma cara incrédula pintava seu rosto, mas ela atirou a faca mesmo assim, e por um momento achei que a peça de prata fosse se infiltrar no cérebro diminuto de meu gêmeo, então ele agarrou o punhal no ar. A donzela sorria enquanto era empurrada até o centro do circulo, um rosto confuso, eu me senti suja por um momento, realmente ruim de aproveitar a vida de outra pessoa para manter a nossa, mas durou por pouco tempo. Começamos a entoar as linhas, palavras antigas usadas a dezenas de gerações, canticos tão antigos quando os proprios magos, Jon tinha a faca afiadissima levantada em direção a garota.

- E eis que peço para repor nossas energias, a pureza recém-levada, sangue será derramado...

Ele desferiu o golpe, frio, rápido e fatal. Então se juntou a nós, voltando a seu lugar e entoando os canticos conosco, foi com uma velocidade quase incomum que senti a magia que habitava a sala aumentar consideravelmente, em poucos segundos, e nossos corpos se encherem de energia.

- Vocês, garotos, cuidam da bagunça - olhei raivosamente para Jon - Eu e Aira vamos dormir.

---------------------------------------
thanks, @
Informacion
Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/01/2013
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Carolinne Harvelle em Qui Jan 10, 2013 11:49 pm
Ficha Aprovada

Olá Illyria,seja bem vinda!
Família grandinha essa de vocês...Precisando de algo mp-me!
Espero que se divirtam por aqui!
Att.:Carolinne


"Today was a fairytale.Can you feel this magic in the air?"
Carolinne Harvelle
avatar
Informacion
Mensagens : 367
Data de inscrição : 20/07/2011

Ficha do personagem
Raça:
Classe::
Ofício:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Informacion