[FP] Aira Doreah Frietzen

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Aira D. Frietzen em Qui Jan 10, 2013 1:17 pm

---Aira---Doreah----Frietzen


{Por trás do Personagem... }
    O seu criador!

Nome do Jogador: Patricia C.
Idade: 16 anos
Há quanto tempo joga em RPGs? Em quais joga/jogou? A um bom tempo, uns 4 anos mais ou menos. Vários, tenho conta em um bando de fóruns de PJ.
Como ficou sabendo do Age Of War: Indicação de Lucien.
Frequência na qual entra: Geralmente todos os dias
Outros personagens: Lyra M. Black e Susan L. Pevensie
Forma de contato: lyradiangelo@hotmail.com (email e face)
---------------------------------------

{O Personagem}
    A estrela principal

Nome Completo: Aira Doreah Frietzen
Apelido: Dora, Ari, Pequena Guerreira, tampinha.
Grupo: Nobres, magos e curandeiros.
Família: Frietzen.
Reino: Kallin
Arma: Um arco e aljava com flechas com penachos vermelhos, arco talhado com flocos de gelo e meias luas em sua extensão. E um punhal de prata para cortar ervas e se defender, que carregara preso a cintura junto ao seu frasquinho de cordial. Carrega os livros de cura e magia dentro de uma bolsa e não sai sem suas armas, sempre na companhia de seu gato Moony.

---------------------------------------

{Família}
    Sem ela não existimos.

Nome de Familiares: Eike Sullivan Frietzen (Pai)
Helen Katherine Frietzen (Mãe)
Jonnathan Lockwood Frietzen (Irmão mais velho, gêmeo de Illyria)
Illyria Demetria Frietzen (Irmã mais velha, gêmea de Jonnathan)
Scott Edmund Frietzen (Irmão mais velho)
Dustin Frietzen (Irmão gêmeo)
Mr. Moony (gato)
Angelinne (ama e segunda mãe)

Status Social: Classe alta, filha do mestre da moeda de Kallin

---------------------------------------

{Personalidade}
    Bom, ruim?

Personalidade: O que descreve bem Aira, é a palavra aventureira. Tem uma cede por aventuras impressionate e move céus e terras para alcançar seus objetivos. Presa muito a família, mesmo que não se de bem com alguns membros. É doce e tímida, mas também valente e debochada. Por crescer indo contra todas as regras do pai é a filha que ele menos gosta, mas ela não se importa nem um pouco. A verdade é que Aira Frietzen tem orgulho de ser uma rebelde.
Qualidades: Perceverante, valente e inteligente. Tem um senso de justiça muita grande e tem um bom controle em magia e arcos.
Defeitos: É um pouco debochada, e pode ser fria. Respondona e não vai com a cara de mocinhas fúteis e sem causa, embora goste muito de sua irmã.!
Desejos: Viajar e descobrir coisas novas, ter os mesmo direitos que os homens do reino. Que Illy tome o lugar de herdeira do castelo e que possa engatar em um romance com Scott sem que sejam condenados a forca ou fogueira!
Medos: Pouco tolera as aranhas, não as teme realmente pois ao andar pela floresta onde tem seres bem piores ela aos poucos foi perdendo o seu pavor, mas ainda não gosta muito. Seu pior medo é perder os irmãos, até mesmo Jon, embora não admitiria se perguntassem, e ter de se casar a força com um homem que não ama.
---------------------------------------

{Localização}
    Onde você está?

Onde nasceu: Cidade de Golbaith
Onde mora atualmente: Cidade de Golbaith
Idade: 17 anos
Data de nascimento:o3/o7/1341
---------------------------------------

{Seu corpo}
    Tente ser sincero...

Cabelos: Cabelos castanhos claros, e cheios, que descem em ondas até pouco abaixo do meio das costas. Costuma prendê-los em tranças meio frouxas, ou apenas a frente, pois isso lhe da uma ar de liberdade. Abomina os penteados extremamente complicados que sua mãe costuma fazer,.
Olhos: Olhos um pouco grandes, que lhe dão um ar de inocência ou malícia dependendo do seu sorriso, com um profundo tom de mel, ostentado por grossos cílios negros.
Porte físico/ peso/ altura: É bem baixa para sua idade, e magrinha. Isso lhe da uma agilidade e flexibilidade impressionantes, entretanto o fato de andar sempre ereta, e com postura ligeiramente arrogante em algumas ocasiões faz com que seja intimidante apesar da pouca altura.
Marcas de nascença e/ou outros: Tem uma pequena cicatriz na coxa direita, feita em um dos treinos com arco e flecha sem a supervisão de seu irmão. Ninguém sabe de sua existência além de Angelinne, a ama. Que a pedido de Aira deu um sumiço no vestido rasgado e curou-a em poucos dias. Tem quantidade de pontilhados cor marron na nuca que parece uma lua crescente, algo que ela adora..
Photoplayer: Emma Watson
---------------------------------------

{História}
    Seu passado nos pertence...

Era uma noite tempestuosa quando o segundo par de gêmeos Frietzen veio ao mundo. A parteira enrolou as crianças e passou uma para cada pai, e deixou a sala com um sorriso no rosto informando que pegaria mais panos limpos para a senhora, deixando no quarto apenas três pessoas.
A senhora Frietzen, suada e cansada pelo esforço supremo que havia feito poucos minutos antes, embalou seu filho nos braços e sorriu. Um menino.
Já o senhor Frietzen encarou friamente a que lhe foi dado e bufou, entregando a Angelinne o ser envolvido em panos cor de marfim, e foi para o lado da mulher e do filho.
Esse foi, provavelmente, o começo do desafeto de Eike Frietzen pela criança, mas, a ama Angelinne que cuidara anteriormente de seus outros três filhos logo se encantou pelos novos e pegou-se muito próxima a sua Pequena Guerreira, como passara a chamar a menina em seus braços.
Por sua vez, a menina recebeu o nome Aira, nome indicado pela própria Angel, e Helen Frietzen achou adequado, adotando Doreah como segundo nome e deu-se por satisfeita.
Com o passar dos anos era perceptível a diferença de comportamento da pequena senhorita. Ela obviamente estava sendo instruída para tornar-se uma dama na sociedade, assim como sua irmã, mas todos viam seu desagrado quanto ao assunto. Pequenas coisas a agradavam, como o canto dos pássaros, o barulho das águas, animais, a paisagem de seu quarto que dava diretamente para a floresta. Deixava-a feliz o fato de todos os criados ficarem enlouquecidos com suas marotices, correr pelos longos e frios corredores do castelo suja de lama, descalça e descabelada. Aira tinha um espírito livre, e apesar de sua família fazer uma incrível pressão para reprimi-la, ela conseguia cúmplices para suas peças, como Scott, e por vezes Dustin.
Então começaram as aulas sobre magia, e tendo descoberto que sua mãe era uma incrível maga, ela tomou o desejo de ser tão boa quanto, ou até melhor. As lições para dama tornaram-se monótonas e sem sentido para ela. Ansiava cavalgar pelos bosques, escalar arvores e nadar ao ar livre, em uma cachoeira, mas, ao dizer pro pai sobre suas vontades, ele quase a bateu, chamando-a de tola, frágil e louca. Isso somente acarretou que seus desejos fossem mais e mais fortes, e por fim recorreu ao irmão para lhe ajudar.
Em segredo, um Dust de onze anos começou a lhe ensinar a atirar com arco, e a cavalgar, aulas de defesa pessoal, um treinamento duro, mas prazeroso que a tirava de seu tédio e onde podia descontar sua raiva. Era o seu segredo, e apenas outras três pessoas sabiam sobre isso: Dustin, Illyria e Angelinne.
Aos 13 anos, Aira começava a tornar-se uma bela jovem, pequena para a idade, mas de porte elegante. Marota, de mente aberta, e com uma visão justa e ampla das coisas, o que fez com que seus conceitos familiares comessem a mudar. Ela via diante de seus olhos o monstro arrogante que Jon estava virando. Sentia pena de sua irmã e melhor amiga, pois Illy fazia de tudo para ter a provação de seu pai e isso a assustava. Começava a perceber coisas em Scott que a faziam se sentir mal, como o fato de seu sorriso ser encantador e como seu coração batia descompassado cada vez que estavam próximos. Era um absurdo, ela sabia disso. Dustin era um completo mistério, ele era frio às vezes, e ainda a ensinava, era afastado e carregava nos olhos um segredo, ela podia ver isso. Aira amava seu irmão, mais do que aos próprios pais, e o entendia, mesmo quando ele não queria falar com ela, ou era frio como lascas de gelo.
Aos quatorze anos, após ter recebido um ferimento durante um erro com o arco e flecha ela descobriu algo que mudaria sua vida. Enquanto cuidava de seu machucado, a ama contou-lhe a história de sua família. Curandeiros, por isso Helen a queria como ama, quem melhor para cuidar de crianças com tendências a se ferir, melhor do que uma curandeira? Não hesitou em pedir que a ensinasse, algo que Angelinne viu-se encantada em fazer.
E assim ela aderiu mais aulas, as vezes pulando borda e costura para pegar um cavalo em segredo, jogar uma capa sobre o corpo e embrenhar-se na floresta com o velho e falho arco, somente para recolher amostras de ervas e outras plantas para aprender sobre suas propriedades.
Os atritos com seu pai começaram pouco depois de seus quinze anos. Ele queria prepará-la para o casamento, ela queria viajar. Aira odiava o modo como seu pai a olhava, o desgosto aparente em sua face a deixava enojada. Sua mãe ela pouco via, de fato considerava Angelinne sua verdadeira mãe. Já estava em um nível avançado em rituais e arco, até sabia manejar punhais muito bem, embora ainda fosse ruim com a espada.
Passara o ano em treinamento absoluto sobre o que queria, ignorando seu pai, começara a odiar Jonnathan, após vê-lo abusar de uma das serviçais, via-se cada vez mais envolvida a Scott.
Então veio o aniversário de 16 anos, e junto ao conjunto de capas de viajem que Illyria lhe deu, ao filhote de gato de pelugem grossa, especa e cinzenta que Scott a presenteou e ela batizou de Moony, e ao saquinho com ouro que seu pai jogou aos seus pés sem nem mesmo a olhar nos olhos, ela recebeu os presentes que iria levar pela vida.
Sua mãe entregou um livro, encadernado em um couro grosso com o brasão da família. Um livro sobre magias milenares, dissera que deu um a cada filho e eu fiquei feliz em manter o meu.
De Dustin veio o arco trabalhado, com meias luas gravadas em sua extensão, assim como flocos de neve. Sua aljava com flechas ordenadas com penachos vermelhos nas bases e as pontas afiadas como nunca.
De Angel veio a bolsa com dois cadernos de capa meio azulada, um era seu próprio livro de curas, uma das heranças de família dela. O outro era para ser usado como diário, anotar as aventuras e novas curas que viesse a descobrir. Por fim entregou-lhe um punhal de prata e um cinto com suporte para um frasquinho de cordial. “Para cortas suas ervas, mas também se defender, o frasquinho é para guardar algum remédio em especial que necessitar.” Disse ela.
Aira já tinha mais do que precisava a essa altura. Mas estava preparada para fugir se meu pai pensasse em obrigar-lhe a casar, afinal de contas, percebeu, não se casaria com ninguém que não fosse Scott, algo que lhe parecia impossível.

---------------------------------------

{Teste de ação}
    Testando suas habilidades...


- Incrível como as pessoas podem ser irresponsáveis – Resmungava enquanto revirava as pedrinhas soltas no chão do porão. Como uma pessoa que é suposta a ser Herdeiro do castelo é tão falho em seus horários?
Estavam todos presentes para a realização do ritual e Jon ainda não havia dado a honra de sua ridícula presença. E o pior é que necessitávamos dele para o ritual. Os minutos foram passando, peguei-me a observar enquanto Scott e Dustin estavam conversando e foi quando o ser apareceu. Ouviu-se um “Aleluia” Conjunto e eu revirei os olhos reparando em algo.

- Estou aqui, vamos começar.

No chão do porão um círculo estava desenhado, era um círculo antigo, feito por nossa mãe a quando a mesma se casou com nosso pai. Ela era uma maga poderosa, mas agora a função dos rituais cabia aos filhos. Este ritual ocorria toda lua minguante, uma forma de repor nossa magia com a energia da lua. Todos caminharam para seus lugares e eu permaneci onde estava, já que me sentara justamente em meu lugar no círculo. Meu queixo caiu quando eu finalmente reparei o que havia de errado com meu irmão. Senti meu rosto esquentar perigosamente e gritei com ele:

- COMO ASSIM VOCÊ NÃO TROUXE O SACRIFÍCIO?

Esse inútil, não faz nada certo! Vi ele se remexer e começar a retrucar, mas ouvimos um barulho na grade e uma voz chamando seu nome. Era uma mulher, como suspeitava. Estava usando uma roupa de renda fina, corei de vergonha por ela, que se jogou nos braços de Jon. Tal visão da garota arrancou assobios dos lábios de Scott e Dustin, e eu senti uma pontada de ciúmes irritante o bastante para me fazer querer esganar meu adorável irmão. Estava pronta para gritar novamente quando a voz de Jon me calou.

- Aira, onde está a faca?

Parei um pouco assustada, mas retirei o punhal da bainha e lancei para ele. A moça sorria enquanto o abraçava e eu me senti enojada com a indiferença de Jon. Eles se posicionaram no meio do centro e eu pude prever o que viria a seguir. Quase como algo automático eu acompanhei meus irmãos nos cânticos do ritual, mas eu tremia e quando ele levantou o punhal e a cortou após entoar a frase absoluta eu vi que não tinha outra opção.

Senti a onda de poder me atingir, estávamos recebendo a força que o ritual proporcionava. Mas, eu não fechei os olhos. Fiquei a encarar a moça jogada no centro do círculo, e quando tudo acabou eu ouvi de relance os comentários dos outros três irmão e me aproximei da menina conferindo sua pulsação. Morta. Nem todas as ervas de cura do mundo seriam capazes de salva-la.
Com uma mistura de aborrecimento e nojo eu peguei o punhal e o limpei em suas vestes, enfiando-o na bainha eu olhei para Jonnathan.
-Espero que saiba como se livrar de seus problemas. Não aprovo suas ações, e da próxima vez é melhor aparecer aqui com a ovelha ou você vai ser usado como sacrifício.
Sem mais, eu me retirei da sala, colocando a longa capa sobre os ombros. Eu iria sair para tomar um ar e poder amaldiçoar a tolice alheia em total paz.



---------------------------------------
thanks, @
avatar
Informacion
Mensagens : 2
Data de inscrição : 02/01/2013

Ficha do personagem
Raça:
Classe::
Ofício:
Ver perfil do usuário
Curandeiras

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Uhtred Ragnarson em Qui Jan 10, 2013 6:16 pm
Ficha Aprovada


Well, tudo certinho, adorei sua historia. Seu teste de ação ficou muito cool. So, have fun !!! E qualquer coisa mp-me !!!

Att.: Godric


avatar
Informacion
Mensagens : 70
Data de inscrição : 26/12/2012
Localização : Aqui, ali, em todo lugar !

Ficha do personagem
Raça:
Classe::
Ofício:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Jon L. Frietzen em Qui Jan 10, 2013 6:42 pm
Me odeia, mas ainda sim ficou show a ficha.. Wink


Jonnathan Lockwood Frietzen
Magia e Mulheres, ambas minhas paixões
19 anos ♦ Mago ♦ Kallin
avatar
Informacion
Mensagens : 8
Data de inscrição : 02/01/2013
Localização : Kallin

Ficha do personagem
Raça:
Classe:: Magos
Ofício:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aira D. Frietzen em Qui Jan 10, 2013 7:19 pm
Obrigada, obrigada (adm: ui ui te lovu <3)
avatar
Informacion
Mensagens : 2
Data de inscrição : 02/01/2013

Ficha do personagem
Raça:
Classe::
Ofício:
Ver perfil do usuário
Curandeiras

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Informacion
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Informacion