[FP] Alessa H. Loeser

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Alessa H. Loeser em Sex Dez 28, 2012 9:16 pm

---Alessa---Hunterfox----Loeser


{Por trás do Personagem... }
    O seu criador!

Nome do Jogador: Ackisa
Idade: 17 anos.
Há quanto tempo joga em RPGs? Em quais joga/jogou? Jogo há 3 anos. Entre os que joguei e os que ainda jogo estão 1 de crepúsculo, 2 de Harry Potter, 1 de The Vampire Diaries, 1 de Gossip Girl, 1 de Supernatural, 1 de Van Helsing e 1 chamado Half Heart.
Como ficou sabendo do Age Of War: Por uma amiga via HH.
Frequência na qual entra: Pretensão - todos os dias. Realidade - ao menos 5 vezes por semana.
Outros personagens: Noop, apenas essa tá de bom tamanho.
Forma de contato: Via MP. Se quiser mais contatos, mande mp.
---------------------------------------

{O Personagem}
    A estrela principal

Nome Completo: Alessa Hunterfox Loeser
Apelido: Alê, Less, Lessa, Águia.
Grupo: Ninfas.
Família: Hunterfox/Loeser.
Reino: Floresta Negra.
Arma: Arco e flecha, balestra de punho, espada e adaga, todos de fabricação própria.

---------------------------------------

{Família}
    Sem ela não existimos.

Nome de Familiares: Pai - Alexander | Mãe: Liandra | Irmã linda: Lillie | Primos: Anne, Aiyra e Andrew.
Status Social: Classe Média. Sobrevivemos com o que a natureza nos dá.

---------------------------------------

{Personalidade}
    Bom, ruim?

Personalidade: Extrovertida, divertida, orgulhosa, protetora, persistente, determinada, justiceira, aventureira, irônica... Muitos adjetivos? Talvez sim, mas não chega a descrever o que pode ser a identidade de Alessa. Sua personalidade forte é sua marca. A ninfa não é fácil de ser domada, muito longe disso. Uma moça bela e sensual que não teme perigos quando sua felicidade e a de quem ama está em jogo. Protetora da natureza, completamente ligada à música e à dança. Quem vê Alessa cantar ou dançar sente-se preso à ninfa, tamanha beleza e precisão de passos. Gosta de correr, nadar, sentir o atrito do vento e não perde uma boa briga. Tem uma ligação especial com a irmã mais nova, a quem ama incondicionalmente e dá a vida se preciso.
Qualidades: Extrovertida, determinada e confiante.
Defeitos: Orgulhosa, explosiva.
Desejos: Ser feliz, encontrar alguém que possa compreendê-la além do que aparenta ser.
Medos: Achar-se sozinha, perdida e ignorada.
---------------------------------------

{Localização}
    Onde você está?

Onde nasceu: Bosque da Colina Formosa.
Onde mora atualmente: Floresta Negra.
Idade: 18 anos.
Data de nascimento: 03/02/1340
---------------------------------------

{Seu corpo}
    Tente ser sincero...

Cabelos: Compridos e negros, levemente castanhos por conta da exposição ao sol. Varia de ondulados à lisos.
Olhos: Olhos médios, de um profundo azul. Por vezes, tão claros que aparentam ser cinzas, ou até mesmo sem cor.
Porte físico/ peso/ altura: Esbelta e forte. (off: sem modéstia via pp) Altura: 1,66. Peso: 55 kg.
Marcas de nascença e/ou outros:Uma folha de uva no pé esquerdo. Cicatrizes de alguns combates, nada muito exagerado, no abdômen.
Photoplayer: Megan Fox
---------------------------------------

{História}
    Seu passado nos pertence...

Nascida em 3 de fevereiro de 1340, vem de uma linhagem pura de elfos e ninfas. Uma junção divertida entre os dois, foi assim que Alessa nasceu. E logo depois, Lillie. Uma família muito unida contra todos aqueles que querem destruir a natureza. Viviam escondidos. Absolutamente, criaturas mágicas não podem se expor... Mas acabaram se expondo sem querer. Um dia, estavam a cuidar de uma plantinha na floresta, que estava murcha e precisava crescer, porém foram vistos por um grupo circense. Depois disso, eles não mais tiveram trégua. Sempre procurados para apresentações de circo, porém Alexander encontrava um jeito de escapar, até que um dia foi impossível que isso acontecesse. Alessa viu seus pais sendo carregados amarrados, como bichos. Ela tinha cerca de 9 anos. Uma fúria incontida tomou conta da menina, que tentou de todas as formas libertar os pais, inutilmente. Quase fora pega por eles, não fosse a súplica de sua mãe pedindo que corresse e sua velocidade graças às horas que passava correndo na floresta. Assim, Alessa foi pega pelo pulso e quase "carregada" pela irmã mais nova. A última visão que ela lembra foi de Alexander se libertar na tentativa de atrasar os "caçadores" para que Lillie e ela pudessem correr. E então, ouviu gritos e o som da morte.
A partir daí, Alessa passou a ser a responsável pela irmã mais nova. Lembrava-se do rosto dos pais cada vez que olhava para Lillie. Tinha e tem com ela uma ligação diferente e incompreendida pelos outros. Quando está junto à irmã sente que pode fazer de tudo. Desde pequena, Alessa é muito ligada à musica e chegou a fabricar seu próprio instrumento de cordas. Por vezes, enquanto toca, ela vê plantas se restaurarem, pássaros acompanha-la na mesma melodia e sente-se mais ligada à natureza do que nunca. Alessa e Lillie construíram uma "casa" sobre uma grande árvore e passaram a sobreviver sozinhas, com a ajuda da natureza, que retribui os agrados que as irmãs fazem. Tudo o que sabem até hoje, descobriram sozinhas. Por isso, a habilidade em confeccionar coisas, como por exemplo as armas que ambas usam. Por estarem "sozinhas" no mundo, desenvolveram habilidades de sobrevivência, o que faz de Alessa uma grande guerreira. Por vezes já enfrentou ameaças sozinha, e é por isso que ela tem as cicatrizes.
Uma coisa é certa, Alessa é uma garota forte, determinada e guerreira, muito fácil de ser amada, mas teme pelo amor, por saber que é a ruína dos homens.

---------------------------------------

{Teste de ação}
    Testando suas habilidades...

"É estranho pensar no mundo como um todo, sem tirar os pequenos fragmentos que o constitui". Alessa tinha pensamentos vagos enquanto estava sentada sobre uma árvore, na parte mais alta dela. O galho em que ela se encontrava era grosso e firme. Uma de suas pernas estava dobrada e a outra esticada sobre o galho, enquanto suas costas estava apoiada no tronco. Ela tinha sua pequena faca em mãos e terminava de fazer a ponta afiada de uma de suas dezenas de pequenas flechas, usadas em sua balestra de pulso. Alessa estava vestida com seu short curto e uma blusa de pano fino que mostrava sua barriga. Os cabelos caíam soltos até a cintura da garota. O sol estava por esconder-se, era crepúsculo, e o céu estava rosa. Os sons da noite já era ouvidos pela garota, que cantarolava uma canção qualquer enquanto guardava sua faca no espaço entre os seios e a última peça esculpida era posta dentro da reserva da balestra, que encontrava-se amarrada ao pulso esquerdo dela. Um barulho diferente foi ouvido por ela. Não era o canto de pássaros da noite, ou corujas tranquilas... Alessa tinha uma habilidade, como se fosse linguística. Parecia que ela podia ouvir os animais e entendê-los além do que os outros de sua espécie entendiam. E outra vez, o grunhido. Ela saltou no galho e pôs-se agachada no mesmo, com os joelhos dobrados, quadril baixo e mãos tocando o galho. Os olhos da garota eram como águias, ela enxergava bastante e talvez além do que devia. Atentou-se à direção do sol, pouco à leste de onde ela estava. E outro grunhido. O coração dela já disparava no peito e ela sentia todos os seus nervos a guiarem para onde vinha o som e deixou-se levar. Os passos de Less eram rápidos, surdos, quase imperceptíveis. Ela caminhava como um gato, não na postura, mas no som dos passos inaudíveis. Ela correu por cerca de um minuto, sem cansar. Os ruídos não eram nem um pouco longe de onde ela estava, por isso chegou tão depressa e deparou-se com caçadores. "Humanos idiotas.", ela pensou, não verbalizando. Os caçadores estavam com machados e foices, pareciam perdidos. Apenas pareciam, pois sabiam exatamente onde estavam e o que procuravam. Eram 2 apenas, altos e fortes, barbudos e tinham olhos pequenos, furtivos e atentos. Alessa subiu rapidamente na árvore em que estava escondida, agora podendo fita-los do alto. Um pouco mais a frente, Alessa pôde ver, encarceradas em jaulas, criaturas místicas que conviviam com ela. Eram 2 ninfas e 1 elfo. Como foram pegos, ela não sabia, mas tinha ideia de que teriam muito mais do que apenas esses dois caçadores por ali, já que elfos e ninfas eram espertos e furtivos, sabiam se defender e tinham certos "poderes" (off: usando esse termo por que esqueci outro -q) para isso. Em silêncio, controlando a respiração, de pé sobre o galho e sobre os caçadores que estavam a cerca de 5 metros dela, Alessa direcionou seu punho esquerdo para um deles, mais ou menos na direção do pescoço do lado direito, onde sabia que poderia doer bastante e o veneno paralisante ajudaria a mantê-los desacordados. Com a mira feita, cuidadosamente ela disparou, acertando o primeiro "na mosca", este caindo ao chão com estrondo, alertando o companheiro. Porém, rápida e habilidosa, antes mesmo que houvesse reação do outro homem , Alessa pôs em mira a coxa esquerda dele, disparando e acertando-o, este também tombando ao chão. Após ver ambos desacordados, a ninfa desceu da árvore com agilidade, já correndo para onde estava seus companheiros. As jaulas eram trancadas com uma espécie primitiva de cadeados de ferro, grandes e com os buracos largos. Assim , era fácil que a pequena faca dela encontrasse o fecho do cadeado. Em silêncio, sem dizer nada aos presos, ela tirou a faca de entre os seios e começou a tentar encontrar o fecho. Não levou muito tempo, cerca de 40 segundos e ela pôde ouvir o "creck" e destrancar os companheiros de lá. Uma das ninfas perguntou o que fariam com eles. Alessa apenas acenou, pedindo que eles a acompanhassem. Com cuidado, cada uma das criaturas pegou um lado do corpo dos homens, carregando ambos para dentro da jaula e os trancando lá. - Eles morrerão de fome? - uma das ninfas perguntou à Alessa, que balançou a cabeça pesarosamente em afirmação. - Nenhum homem, seja ele quem for, que tente violar a natureza ou os filhos dela são dignos de pena. - a moça disse, virando-se e caminhando para onde tinha vindo. As palavras dela eram firmes, mas internamente ela sabia que todos mereciam piedade.. Porém nesse momento, ela não lhes podia dar. "E que a mãe natureza decida o que eles merecem." pensou, correndo para casa, antes que Lillie desse por sua falta.
---------------------------------------
thanks, @


Última edição por Alessa H. Loeser em Sex Abr 19, 2013 1:17 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Mudança de pp)


Alessa Hunterfox Loeser
Do you love me? Even with my darkside?
avatar
Informacion
Mensagens : 17
Data de inscrição : 28/12/2012
Idade : 22
Localização : Algum lugar além do arco-íris. E eu não estou brincando.

Ficha do personagem
Raça:
Classe:: Ninfas
Ofício:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Carolinne Harvelle em Sex Dez 28, 2012 10:48 pm
Ficha Aprovada

Alessa,sua linda eu amei a ficha *-* ficou muito boa mesmo! Só cuidado no quesito vestimentas,uma vez que estamos na idade média!
Espero que se divirta por aqui,qualquer coisa basta entrar em contato com a esquipe administrativa!
Att.:Carolinne
avatar
Informacion
Mensagens : 367
Data de inscrição : 20/07/2011

Ficha do personagem
Raça:
Classe::
Ofício:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Informacion